top of page

DANIEL LEITE ALMEIDA

Produtor Executivo/ Diretor/ Roteirista/ Editor e Montador

Escritor, roteirista, diretor, cineasta, nasceu em 23 de Maio de 1991, na cidade de Aragarças – GO. Graduado em Cinema pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia e em Letras pela Universidade Federal do Mato Grosso. Co-fundador da Ato3 Produções, produtora independente de Cinema da cidade de Vitória da Conquista, interior da Bahia. Assina Roteiro, Direção e Produção Executiva de Alice dos Anjos, longa-metragem Infanto-Juvenil vencedor de seis prêmios no 54º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro (Melhor Direção, Melhor Filme pelo Juri Popular, Melhor Filme pela Crítica da ABRACCINE, Melhor Direção de Arte, Melhor Figurino e Melhor Maquiagem); e ainda como Produtor Executivo, trabalha em Dois Sertões, filme Documentário de Caio Resende selecionado  no edital do Canal: Curta! com o Prodav 02, selecionado no 25º Festival do Rio e na 47ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo. Trabalha como Roteirista Principal no projeto Memórias de Sangue: O vampiro que descobriu o Brasil, série televisiva selecionada no Edital de 2018 de Desenvolvimento de Roteiro do Ministério da Cultura com o tema 200 Anos da Independência do Brasil. Assina como produtor executivo os curtas-metragens: Veneno, de Kauan Oliveira; O ovo, de Rayane Teles; O sonho de Zezinho, de Edmundo Lacerda; Bicho, de Shirley Ferreira; Território das cercas, de Ricardo Fraga; Central de Memórias, de Rayssa Coelho e Filipe Gama; Entre o ninho e as andorinhas, onde assina, também, direção e roteiro. É produtor executivo do longa-metragem O CANTO DA CIGARRA, de Rayane Teles, selecionado no Edital Prêmio Jorge Portugal na categoria de Desenvolvimento e premiado na edição de 2020 do Nordestelab. É criador e idealizador do REC CONQUISTA, projeto de fomento e produção audiovisual de jovens realizadores da cidade de Vitória da Conquista (Bahia) de forma colaborativa e sustentável; e da USINA AUTORAL, projeto de estudo e escrita criativa de roteiro em grupo. É um dos produtores do I CINE EM TRANSE, Festival de Cinema do Sudoeste da Bahia. Associado a Conexão Centro Oeste, Norte e Nordeste (CONNE), a Associação de Produtores e Cineastas da Bahia (APC), atualmente, preside a diretoria da Associação do Setor Audiovisual do Sudoeste da Bahia (SASB) na gestão 2023/2025. Fez a produção geral do I Fórum Audiovisual dos Interiores da Bahia em Agosto de 2023, na cidade de Vitória da Conquista.

IMDB: https://www.imdb.com/name/nm13124839/

FILMOGRAFIA

Diretor e Roteirista

PATRÍCIO. FIC. 9'26, 2014.

JANELA DE NAIM. FIC/EXP. 3'20min, 2015.

MÃOS CRIADORAS. DOC/EXP. 4'11min, 2016.

SOLO SECO E RACHADO. DOC. 11'30 min, 2018.

CANÇÕES PARA NÃO DORMIR. Episódio Piloto. SÉRIE/FIC. 2018.

ENTRE O NINHO E AS ANDORINHAS. FIC. 25'00 min, 2021.

ALICE DOS ANJOS. FIC. 76'00min, 2021.

PREFÁCIO. Programa de TV. 8x13'00min, 2022.

ALICE LEMBRA, em pré-produção.

Produtor Executivo

JANELA DE NAIM, de Daniel Leite Almeida. FIC/EXP. 3'20min, 2015.

MÃOS CRIADORAS, de Daniel Leite Almeida. DOC/EXP. 4'11min, 2016.

SOLO SECO E RACHADO, de Shirley Ferreira, Ricardo Fraga e Daniel Leite Almeida. DOC. 11'30 min, 2018.

CANÇÕES PARA NÃO DORMIR, de Daniel Leite Almeida. Episódio Piloto. SÉRIE/FIC. 2018.

ENTRE O NINHO E AS ANDORINHAS, de Daniel Leite Almeida. FIC. 25'00 min, 2021.

PINOTE, de Rayane Teles. DOC. 20'04min, 2021.

TERRITÓRIO DAS CERCAS, de Ricardo Fraga. DOC/EXP. 24'00min, 2021.

BICHO, de Shirley Ferreira. DOC/EXP. 23'00min, 2021.

VENENO, de Kauan Oliveira. FIC. 21'26min, 2021.

O SONHO DE ZEZINHO, de Edmundo Lacerda. FIC. 20'00min, 2021.

O OVO, de Rayane Teles. FIC. 23'00min, 2021.

CENTRAL DE MEMÓRIAS, de Rayssa Coelho e Filipe Brito. DOC. 13'06, 2021.

ALICE DOS ANJOS, de Daniel Leite Almeida. FIC. 76'00min, 2021.

PREFÁCIO, de Daniel Leite Almeida. Programa de TV. 8x13'00min, 2022.

DOIS SERTÕES, de Caio Resende e Fabiana Leite. DOC. 72'00 min, 2023.

O SILÊNCIO DAS PALMAS, de Vinícius Pessoa. DOC. Em finalização.

O CANTO DA CIGARRA, de Rayane Teles. FIC. Em desenvolvimento.

GRANDE RIO, de Son Araújo. Em desenvolvimento.

ALICE LEMBRA, de Daniel Leite Almeida. em pré-produção.

NÃO DEIXE O SAMBA MORRER, de Luanda Lemos, em pré-produção.

AMBROSIA, de Vinícius Pessoa, em pré-produção.

Editor e Montador

JANELA DE NAIM, de Daniel Leite Almeida. FIC/EXP. 3'20min, 2015.

MÃOS CRIADORAS, de Daniel Leite Almeida. DOC/EXP. 4'11min, 2016.

SOLO SECO E RACHADO, de Shirley Ferreira, Ricardo Fraga e Daniel Leite Almeida. DOC. 11'30 min, 2018.

DIAMANTE DE POÇÕES, de Isac Flores. DOC. 20'00min, 2018.

CANÇÕES PARA NÃO DORMIR, de Daniel Leite Almeida. Episódio Piloto. SÉRIE/FIC. 2018.

TERRITÓRIO DAS CERCAS, de Ricardo Fraga. DOC/EXP. 24'00min, 2021.

BICHO. de Shirley Ferreira. DOC/EXP. 23'00min, 2021.

ALICE DOS ANJOS, de Daniel Leite Almeida. FIC. 76'00min, 2021.

Diretor de Fotografia

PATRÍCIO, de Daniel Leite Almeida. FIC. 9'26, 2014.

MÃOS CRIADORAS, de Daniel Leite Almeida. DOC/EXP. 4'11min, 2016.

SOLO SECO E RACHADO, de Shirley Ferreira, Ricardo Fraga e Daniel Leite Almeida. DOC. 11'30 min, 2018.

TERRITÓRIO DAS CERCAS, de Ricardo Fraga. DOC/EXP. 24'00min, 2021.

BICHO. de Shirley Ferreira. DOC/EXP. 23'00min, 2021.

119469332_3920285777986543_3919476624251741587_n.jpg

PRÊMIOS

Melhor Curta Juri Popular por MÃOS CRIADORAS no 5º Curta 5.

Melhor Curta Juri Técnico por MÃOS CRIADORAS no 5º Curta 5.

Melhor Curta Categoria Sudoeste Baiano por SOLO SECO E RACHADO no 1º Pocazói - Festival de Cinema Universitário.

Melhor Direção por ALICE DOS ANJOS no 54º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro.

Melhor filme pela crítica da ABRACCINE por ALICE DOS ANJOS no 54º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro.

Melhor filme pelo Juri Popular por ALICE DOS ANJOS no 54º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro.

Melhor filme pelo Juri Popular por ALICE DOS ANJOS no 45º Festival Guarnicê de Cinema.

Prêmio Especial do Juri APC da Competitiva Baiana de longa por ALICE DOS ANJOS no 18º Panorama Internacional Coisa de Cinema.

Menção Honrosa do Juri Oficial da Competitiva Baiana de longa por ALICE DOS ANJOS no 18º Panorama Internacional Coisa de Cinema.

Prêmio Especial do Juri Orlando Senna por DOIS SERTÕES no 19º Panorama Internacional Coisa de Cinema.

bottom of page