RAYANE TELES

Direção Geral/ Roteiro/ Assistente de Direção
_MG_2703.JPG

Diretora e roteirista brasileira, estudou cinema e audiovisual na Universidade Estadual do sudoeste da Bahia, onde se formou em 2015. Trabalha como roteirista na série televisiva “Memórias de Sangue: O vampiro que descobriu o Brasil'' ; Escreveu seu primeiro projeto de longa-metragem “O canto da cigarra” que teve financiamento do desenvolvimento no Programa de emergência cultural  Lei Aldir Blanc Bahia/O projeto participou do laboratório de roteiros do Nordeste Lab, no qual foi premiado com um contrato de distribuição com a Vitrine Filmes e ganhou uma credencial para participar do Festival de cinema de San Sebastian (2022); Escreveu e dirigiu o seu primeiro curta metragem de ficção científica “O ovo” (2021); Escreveu e dirigiu o curta metragem “Pinote”, que recebeu a premiação de melhor documentário e melhor personagem no Festival de cinema Cine em Transe (2021); Escreveu o argumento do curta metragem Doce de tacho que ficou em primeiro lugar no pitching de curtas do Encontro de cinema Negro Zózimo Bulbul(2020); Em 2021 foi  uma das doze bolsistas no 1º Curso Fulbright de Roteiristas Estreantes: Fulbright Brazil New Voices, no qual  desenvolveu seu segundo projeto de longa metragem.

FILMOGRAFIA

Diretora e Roteirista

PINOTE. DOC. 20'04min, 2021.

O OVO. FIC. 23'00min, 2021.

O CANTO DA CIGARRA. FIC. Em desenvolvimento.

Assistente de Direção

CANÇÕES PARA NÃO DORMIR. Episódio Piloto. SÉRIE/FIC. 2018.

PASSARINHO. FIC. 15'00 min, 2020.

BICHO. DOC/EXP. 23'00min, 2021.

VENENO. FIC. 21'26min, 2021.

ALICE DOS ANJOS. FIC. 76'00min, 2021.

PRÊMIOS

Melhor roteiro por O OVO no 9º Anápolis Festival de Cinema.

Prêmio Vitrine por O CANTO DA CIGARRA no Laboratório de Roteiros do Nordestlab.

Prêmio Festival de Cinema de San Sebastian por O CANTO DA CIGARRA no Laboratório de Roteiros do Nordestlab.

Prêmio Cinema do Brasil por O CANTO DA CIGARRA no Laboratório de Roteiros do Nordestlab.